Do tempo para si mesmo.

Viajar… Palavra mágica, essencial aos amantes do desconhecido, ou melhor, para ser mais exata pelos apaixonados do que de bom há de acontecer.

As malas são feitas com cautela, mas o coração palpita aceleradamente frente ao que sonhamos ver, ouvir, sentir.

Viajar é dar folga para aquela velha pessoa do cotidiano, e viver ainda que muito temporariamente sem crise, estresse, esquecendo-se da vida, dos muitos problemas que nos assombram, deixando-se levar feito um barco a vela.

É estar em paz, é não ter pressa e não ter que fazer sentido, faz-se a barba quando bem entender, abre os olhos quando o sonho acaba, é expressamente proibido o uso de relógios, despertadores, todos os algozes nossos de cada dia que tanto nos causa fadiga.

Aprender, conhecer, decifrar, quem sabe uma paixão? Quem pode brecar o olhar avassalador em meio a uma tarde tranqüila e bonita de frente para o mar, o falar aconchegante de um novo sotaque, a vida que se inova em poucos dias. É quase como descobrir uma outra pessoa que habita em você, é fácil dançar, de tão leve a alma nos faz perder-se do tempo.

Viajar é dar folga a si mesmo, mudar de cidade e viver em hotel, aventurar-se no fundo do oceano e conhecer novos mundos bem ali debaixo das águas, partilhar novos sabores, cores, maneiras de se viver, muitas vezes tão distantes da nossa, e ainda que dure pouco é ter de uma mesma janela um novo olhar, com um ar que te invade lembrando o quanto a vida é vasta, ainda que o dia a dia seja tão pesado e tantas injusto dentro de um terno apertado e calorento.

Mar, montanha, mato, água doce ou salgada, roça ou metrópole, não importa, migre-se para outro lugar.

Viajar é um passo, quantos lugares dentro da sua cidade você ainda não visitou? Aventure-se, vista a alma com essa esperança de se refazer, e ainda que você viaje para dentro de si mesmo, esteja certo: você descobrira muitos lugares bonitos e intocados.

Aventure-se e se perceba de um novo ângulo. O mundo ainda é bom e a vida, ah… Sempre encantadora!

D.S.L

Mas já acabou?

Sim. Mais um ano! Novamente trezentos e sessenta e cinco dias vão se transformando em passado.

Passou rápido, num piscar de olhos como dizem, e a sensação final é de alguém que correu muito para enfim chegar e cortar com o corpo a famosa faixa que nos separa do fim, é nesse momento que tomamos fôlego, esticamos as pernas, sentamos…

É nesse momento em que se respira fundo, e com os olhos vagos seguindo algum horizonte lembramos um pouco de tudo, e é nesse instante que sabemos o que realmente houve: se respirarmos fundo e sorrindo sussurrarmos: valeu, é sinal de que tudo foi de acordo ou alem do que o esperado. Alguns chegam um pouco mais cansados e declaram que poderia ter sido bem melhor, outros porem não se importam com nada disso, não param para pensar, sem essa de respirar fundo e balancear os acontecimentos, que conversa é essa? É tudo sempre a mesma coisa, nada muda, pensar diferente é conversa de lunático, sonhador, sei muito pouco de tudo, mas tenho certeza de que esse tipo de pensamento é de quem todos os anos atravessara a faixa de chegada por ultimo e muito mais cansado do que o primeiro colocado.

A diferença do primeiro para o ultimo colocado é apenas uma: preparação. O primeiro ainda que tenha tido um ano difícil ergue-se ao final, respira fundo e enche a vida de novas esperanças, sonhos, luz, cor, organiza uma festa ainda que pequena com poucos amigos, crê no pensamento em oração firme e forte a meia noite, pula ondas, emociona-se com a queima de fogos, dança ainda que sozinho na sala de um apartamento, ou quieto de forma tímida olha pela janela da vida e acredita que tudo será melhor, afinal mais uma vez ela lhe esta concedendo suas maiores dádivas: tempo e esperança.

Viver é bom meus caros, viver com fé é maravilhoso, viver com sonhos é encantador.

Se tudo parece escuro use sua intuição em busca de um interruptor acenda a luz, se portas parecem se fechar aperte quantas campainhas se fizerem necessárias para que uma porta se abra.

O coração anda vazio, a vida sem sentido? Busque por alguém que precise de sua ajuda, não perca tempo se auto flagelando com o inevitável, transforme-se mesmo que em pequena escala no que você sonha.

Diga sim para você, para a vida, diga sim toda vez que um amigo lhe chamar para conversar, diga sim ao sol de todas manhas, diga sim mesmo que a resposta seja não, diga sim, encha sua vida de arte, de bons sentimentos,  pensamentos.

Seja um sonhador inveterado, mas por favor passe por essa vida feliz!

Renove suas energias agora, respire bem fundo, pois alguma coisa boa lhe fará querer ter esperança, desejar mais fé, força, vida!

O ano não acabou, ainda a tempo para renovar as energias e iniciar esses novos dias vencendo tudo o que não deu certo, para isso basta acreditar que esse ano novo terá um brilho novo, pois você esta disposto a não chegar por ultimo.

D.S.L