Amor de bicho

Amor de bicho não fala, não lê, não entende.

Amor de bicho é sem razão, conhecimento, teoria, linhas tênues, mapas, destino, artigos, leis, palavras.

Amor de bicho apenas sente, apenas ama, e como os ditos racionais olha o ser amado, mas o enxerga estelar, luminoso, grande e indecifrável, é o amor do bicho.

Amor de bicho não condiciona, não pondera, não barganha, não comercializa, não racionaliza.

Amor de bicho acelera, cuida, protege, guerreia com gigantes, domina dragões, demônios saem em retirada como cãezinhos assustados diante dos olhos do amor de bicho.

Amor de bicho não ouve, não sabe, não quer saber, não quer entender.

Amor de bicho ama, e rasga, e chora, e dói pra sempre, porque amor de bicho é instinto, e não entende a falta do cheiro, não pondera saudade, amor de bicho é de mãe, de pai, de filho, de quem o coração escolhe, amor de bicho é maluco, entontecido, dilacerante.

Amor de bicho quer ser criança novamente, quer ser menina, precisa ser abraçada.

Amor de bicho no reencontro late, pula, rodopia, lambe, urina de alegria, mas amor de bicho não entende quando não há reencontro.

Amor de bicho é insano, desmedido, imensurável, amor de bicho só sabe viver.

Amor de bicho não esquece, não envelhece, não se adapta com o tempo.

Amor de bicho não diz adeus, amor de bicho só sabe esperar.

Amor de bicho não morre.

D.S.L

amor de bicho

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s