As lagrimas de muitos.

A novela Amor a Vida, da emissora Globo no ar por volta de oito, nove meses… Opa!Antes de continuar o assunto quero lhes dizer caros leitores que sim: eu assisto novelas, evidente que não todas, pois admito: algumas são um saco, folhetim barato, interpretações ruins, etc.

Há quem não goste por achar a produção fraca, e o assunto girar sempre em torno de um mesmo contexto: o bem contra o mal, a mocinha em busca de amor, os vilões.

Vilões…  Já a algum tempo estranhamente temos nos apegado a eles, olhando-os a partir de um eixo que explique suas vilanias, é como se estivéssemos sentando o “vilãozão” em nosso sofá e querendo que ele nos diga qual sentimento o motivou a cometer tantas atrocidades.

O telespectador hoje não torce somente pelo casal protagonista em final feliz, mas sim que o vilão “tome tento” na vida, encare a realidade, de certa forma sofra com as conseqüências de seus erros e se redima no final, conseguindo ser feliz e melhor.

Ser feliz e melhor… Voltando a historia de Amor a Vida, esse lema por assim dizer é o que nos capítulos finais esta caracterizando o personagem Felix, que tantas vezes surpreendendo a historia da televisão brasileira conseguiu fazer rir e fazer chorar sem jamais perder a verdade e as peculiaridades do personagem.

O choro do personagem chama atenção por ser as lagrimas de muitos de nos.

Com todo tipo de louvor: reverenciada seja a atuação do ator Mateus Solano diante de tal complexo personagem, atuação tão forte e verdadeira que fez com que a sociedade creio eu pela primeira vez na historia torcesse pelo casal homoafetivo da novela. Todos nos que acompanhamos a saga do personagem esta torcendo para que Felix seja enfim feliz.

E porque Felix não pode ser feliz antes?

Por que disseram a ele que não era possível. Que sua provável escolha em dividir a vida com um outro homem não traria felicidade, era errado. Disseram a ele que seu amor, seu desejo eram pecados mortais, sentiram vergonha dele, pena, asco, desprezo, desamor, desatenção, e o fizeram infeliz, sem perspectiva alguma de viver enfim a própria vida.

Nada justifica suas maldades. Nada! É possível ganhar o jogo de outra forma, e quando se ganha o jogo conquistamos respeito, dignidade, força, podendo assim afirmar que ser feliz é possível desde que se tenha o sonho de ser melhor a cada dia, e isso não esta entrelaçado a sexualidade, religião, doutrina, este laço é dado através de seu caráter e uma visão que simplesmente constate: que o mundo não gira em torno de você, nem da maneira como pensa.

Felix chorou durante varias cenas as lagrimas de muitos, e talvez assim mostrando o outro lado do preconceito as pessoas enfim parem de sentir algo tão cruel e destruidor quanto qualquer maldade que um vilão possa cometer.

Não seja vilão! Liberte-se de seus preconceitos, olhe para o outro, e enfim reflita: você não tem o direito de decretar quem pode ou não ser feliz.

D.S.L

*imagem Rede Globo

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s