Quem aparece no espelho?

Deitei de olhos fechados, em silencio, buscando na escuridão da visão uma luz que iluminasse meus pensamentos para rabiscar algumas palavras sobre esses trezentos e sessenta e seis dias que começam a fazer parte do “ano passado”, sem sucesso, caminhei pela casa, tomei água, entrei e sai de sites, ouvi uma musica, tudo isso a procura de uma nova forma para encerrar o ano, é como se só assim eu realmente me despedisse, colocando um ponto final em todas as estórias que contam os momentos fantásticos que me tocaram a alma de modo a arrepiar a pele.

Ano par, profecia de fim, horas de angustia, espera, medo, instantes que beiraram o desespero.

Alguns muitos passos impensados que a vida não permitiu que fossem dados.

O triunfo do presente, o ponto final em todos os passados.

Enfim o amor, o abraço a amplidão.

A amizade acima de qualquer outro sentimento.

O medo de não saber ser, ou de aprender ser e não saber mais quem sou, afinal em muitos os momentos olhei-me no meu espelho e vi Helena, parte minha que esperava calada dentro de minha alma. Ela tomou conta de meu espírito, brinca com meus pés sobre as águas do mar, chora, ri, e mantém em nós os sentimentos de colo, de paz e plenitude.

Agora que conheceu ser livre, não sabe mais como deixar de voar, Helena é o pássaro dentro de mim, a coragem, o sorriso largo, os olhos flamejantes de paixão e sonho.

Esse ano foi dela, pois enfim aceitamos caminhar de mãos dadas, formamos uma bela dupla, juntas dispomos de força, fé, sabedoria e coragem, enquanto tenho medo, ela adentra o mar, mergulha, se embriaga e sorrindo quase despudorada me convida pra dançar, sem compromisso, sem amarras, ela me faz sentir que dançar é apenas dançar, sem fundamentos, sem palavras que teimam sempre em explicar tudo, falar e traduzir pensamentos.

Helena agrega minha paz e minha guerra, me consume, enlouquecendo-me de encontro com o que antes era impossível.

Somos uma só criatura, que não mais viverão separadas.

Quando falo dela, falo dos sonhos que deixamos esquecidos, das incapacidades que nos impomos, pois todos nós somos realizadores, crendo em Deus tudo nos é permitido, desde que motivado pelo bem, pela paz, em joelhos dobrados que incansavelmente suplicam.

É fácil falar o quanto sonhos são possíveis, difícil é crer, aceitar-se merecedor e capaz de realizá-los, olhar-se no espelho e sorrir sabendo que a pessoa a frente que lhe sorri em gratidão é na verdade sua própria alma.

Quantas vezes sorrimos pra nos mesmos? Quantas vezes nos permitimos chorar por nos, adentrando esse profundo mistério que carregamos nos olhos?

Precisamos abençoar nossas mãos, carrega-las de boas energias, lava-las no vento, derrama-las sobre as águas, purificando os olhos com as cores do sol, com o brilho da vida.

Pare por um instante antes dos últimos minutos desse marco de tempo, respire fundo e permita sentir a magia, o toque de Deus e o bailar de seus anjos ao redor de seu coração.

Canalize cada pensamento, por mais difícil e improvável, transforme-os em um longo respiro que termina com a frase: vai dar tudo certo!

Conceba o amor, não queira conhecer o mundo, desperte a pessoa mais importante de sua vida: aquela que habita dentro de você. Permita o agir do céu, sinta o sol brilhar todas as manhas ao iluminar sua alma, declara-se apaixonado pela vida e pelos momentos bobos em que toda a riqueza se fez em sorriso, abraço, palavras, compreensão, perdão, amor.

O sucesso, o dinheiro, as denominações que lhes são dadas, não são quem você é. Enxergue-se alem do doutor, do excelentíssimo, do empresário, do artista, do estudioso, do empregado, a pessoa é o que importa.

Não existem receitas para encerrar ou começar novos dias, o que se sabe é que tudo movido de esperança, amor e paz dão certo, e muito alem disso sempre valem à pena, sempre!

D.S.L

A todos um 2013 radiante! Repleto de muita luz, fé, amor, devoção e vitórias!

Que Deus seja eternamente louvado!

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Uma consideração sobre “Quem aparece no espelho?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s