Minha senhora querida!

Querida vida,

Melhor não tratá-la assim, mesmo sendo intima e convivendo já à algum tempo, nesses casos de declarações melhor manter certa formalidade.

Senhora vida,

Pronto! Acho que senhora é um bom tratamento, vez que é casada com o destino, e dizem as más línguas que é galanteada pelo tempo a toda hora, as vezes para que se apresse aos acontecimentos, outras para que se demore trazendo aprendizado enquanto as novidades não vêem, dizem que o tempo quando novo queria casar-se com ela, mas não se entenderam muito bem, e até hoje é assim, as vezes o tempo passa rápido demais e a vida jamais esteve de acordo com isso.

Estamos juntas a alguns anos, e queria lhe falar algumas coisas, afinal durante todo esse tempo, creio que mais lhe ouvi do que falei, sempre aceitando suas imposições, regras, e até mesmo momentos de distanciamento, quando muitas vezes me perguntava o que a senhora estava a fazer com meus dias que pareciam todos iguais.

Minha confiança na senhora é cega.

Estive pensando nessa nossa relação um tanto quanto unilateral, mas completamente apaixonada, sentimento que acredito ser recíproco, fato que me levou a escrever não somente essas palavras, como todas as outras todas.

Senhora vida, quero na verdade lhe agradecer por tudo até aqui, incontestavelmente fostes minha parceira, amiga e confidente, sou tão apaixonada pela senhora que procuro entende-la e observá-la em tudo, expressando em palavras o que raramente sei dizer.

Quero lhe agradecer por ter me ensinado a ser paciente, sabemos que nem sempre foi assim, outrora quando com pouca idade, tudo era motivo para que o mundo estivesse acabando, era difícil enxergar soluções e possibilidades frente a tão pequenos problemas, mas com o passar do tempo me destes a consciência de que absolutamente tudo passa, e que mesmo sendo clichê ao extremo és feita de momentos.

Não posso deixar de falar, no modo sutil que me destes para enfrentar todos os que não vieram a mim de bom agrado, com boas intenções, foram muitos os que torceram para que em todas as quedas não tornasse a levantar, mas eles não sabiam que eu contava com um segredo: tua mão invisível que ao me ajudar, apertava-me forte parecendo dizer levanta uma vez mais, pois não é o fim. Enfrentei a todos em silencio, sem gritar, sem brigar, pois melhor que isso é fazer com que engulam o próprio veneno.

Às vezes acordava-me tão feliz, com tantos sonhos dentro de mim, e tanta fé, e tanta esperança nesses sonhos e nessa fé, que amanhecia tonta, em uma espécie de embriaguez eufórica incontrolável.

Ensinou-me preces silenciosas a um Deus que rege a ti, a mim e a tudo mais, mostrou-me as estrelas, dando-me noites fantásticas em torno da lua, cega meus olhos de luz todas as manhas enquanto faço um acordo intimo para que tudo seja fantástico com as horas seguintes daquele dia que se inicia.

És de uma divindade e justiça inacreditável, misturada a uma maneira tão peculiar de fazer tudo acontecer, mesmo que muitas vezes em um primeiro momento não se faça entender, sabes à hora exata de nos fazer enxergar a tudo.

Aprendi a te amar mesmo com todos os teus mistérios, labirintos, mesmo com todo esse silencio em volta do que ainda não aconteceu.

As vezes você se supera, e como em um jogo o qual não sabemos o que acontecera ao chegar na ultima fase, vamos vencendo, nos preparando, para enfim pousarmos nos braços da paz certos de ter conquistado a tão sonhada vitória.

Senhora vida sou sua fã!

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s