Agora sei o que fazer com todas as minhas noites: estar com você!

É bobagem toda essa historia de dia dos namorados, dia disso ou daquilo, é comercio, uma maneira de aquecer as vendas, mas é tradição, e algumas delas não se discuti, pois talvez elas existam para nos fazer parar por alguns momentos e nos lembrar o quanto algumas coisas ou pessoas nos são importantes e se de fato estamos conscientes de toda essa importância: fazer aquele filho lembrar que a muito tempo não vai visitar a mãe, ou que anda meio distante do pai, ou ainda aquele marido que anda esquecido de mimar aquela que um dia foi sua namorada.

O tempo vai nos acostumando a ter as pessoas ao nosso lado e nada mais, elas já estão ali, portanto muitos esquecem de trata-las com devido valor, esquecem o quão são dignas de nosso afeto, carinho, amor e é claro mimos, os quais todos nós gostamos e muito.

O que jamais suportei é essa obrigação de dar presente, e de se fazer presente em certas datas, pois o meu carinho, romantismo, não tem dia certo pra ser comemorado ou demonstrado, não tenho dia certo para querer abraçar as pessoas que amo, procuro fazer isso sempre que tenho vontade e essa vontade é constante, gosto de dar presentes que passam por mim e me lembram pessoas, um vestido na vitrine, um livro na prateleira que é a cara daquele amigo, um objeto de decoração que minha mãe iria gostar, e todas essas coisas não tem hora, nem data no calendário para aparecerem.

Outro dia passava em frente a uma floricultura e foi preciso me controlar, afinal de contas era uma segunda feira, estava voltando pra casa e ao imaginar o seu sorriso caso eu chegasse com aquelas flores na mão, esqueci de todo o auto controle, não me contive e as comprei para te fazer surpresa, pois qualquer coisa é valida quando o objetivo é te fazer sorrir, ver em seus olhos essa admiração que você sente toda vez que demonstro o quanto você é importante pra mim, e a mim é pelo simples fato de falar através de qualquer ato o quanto você, sua chegada e a sua permanência em minha vida são especiais.

Antes de você chegar vivia me perguntando o que fazer da vida, vivia repetindo a mim mesma: hoje vou te encontrar, vou te achar por ai, seja em um bar, seja pela internet, seja lá como for, vou te encontrar e eu sabia tudo o que fazer quando te encontrasse, quando sentisse que era você, achei que isso fosse acontecer automaticamente, mas não, lentamente você foi tomando todos os espaços, ocupando minhas horas, meus pensamentos, devagar você foi me conscientizando de que era você, e que você não era um devaneio, uma ilusão.

Hoje em dia a tua ausência me incomoda, continuo vivendo tudo e todas as coisas, mas a tua presença abrilhanta ainda mais qualquer momento. Confesso ter medo de te perder por tantas coisas e atitudes vãs que possam acontecer, confesso ser escrava da luz azul dos teus olhos que brilham ao me encontrar, vicio pelo teu abraço, paixão pelo teu cheiro, loucura pelo teu gosto.

É uma espécie de magia quando se vê a vida mais bonita só de estar a seu lado, pode parecer bobagem, mas enfim a minha realidade satisfaz qualquer imaginação e inspiração que eu poderia ter, sei ser isso perigoso demais a um coração que sempre se derramou em muitos momentos de solidão mesmo quando a dois, sei ser perigoso a alguém que viveu todas as paixões e consequentemente todas as ilusões que elas me trouxeram, foram muitas as vezes que cai, mas brincar com o eterno sempre foi minha profissão.

Nunca tive data para comemorar seja lá qualquer tipo de amor, mas esse ano, nesse tempo em que tantas pessoas se lembram o quanto estão sozinhas, ou o quanto estão tomadas por esse mesmo sentimento o qual estou invadida, nessa noite tão fatídica em que os namorados se presenteiam e se abraçam e se amam, quero vestir meu melhor sorriso, dar-te o meu mais sincero abraço, mimar você com doces palavras, servir a ti de sobremesa meu mais doce olhar, satisfazer tua alma com meu carinho e dormir enfim, em paz, na imensidão do nosso amor.

Acreditem, ele ainda existe, e se você não encontrou não desista, ainda a tempo para as orquídeas florescerem, mesmo que antes da próxima primavera.

O amor acontece para quem dele sabe cuidar, viver e amar.

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s