Descansa coração e bate em paz*

Lembro-me das mãos tremulas, da falta de ar seguida de desejo, das palavras que teimavam em não sair, quando dentro de ti tudo precisava gritar, sorrindo você começou a tal conversa seria:

_ Sonhei que estávamos namorando…

Achei graça, podia ser mais uma de suas piadas, mas então você me olhou serio pedindo que eu parasse de rir, ao invés de graça tive medo, afinal de contas era uma amizade de anos, sólida, sem outros olhares de minha parte ate aquele momento.

Restou a mim segurar as tuas mãos, te abraçar forte, respeitar teu sentimento, tentar conversar e como sua melhor amiga fazer você entender que sentimentos se confundem, que a carência pode tornar a visão turva, e que o amor mesmo quando se apresenta avassalador, carrega em essência uma fragilidade que sempre acaba com tudo o que havia antes, conosco não foi diferente, nada restou depois do adeus que o seu amor deixou naquela noite, já não havia espaço para a amizade.

Os anos passaram e de ti noticias não tenho, sei que casou, separou, traiu, se perdeu, sei que amou novamente, mas de ti em mim para todo sempre terei o sabor morango dos teus beijos, e a inocência de nosso sentimento puro de outrora perdido na ilusão de uma eternidade que nunca poderia existir.

Surgiu você, tão misterioso quanto teus olhos de por de sol que curiosos pareciam tocar-me dizendo: eu quero saber quem se esconde ai dentro. Duramos o período de uma vida, mas colhemos historias que as vezes anos e anos não são capazes de compor, malabarista de minhas emoções, equilíbrio nunca foi teu ponto forte, a sorte é tua madrinha por esses caminhos em desalinho que teus pés enormes teimam em percorrer, foram as tuas mãos que me fizeram acreditar que eu poderia crer novamente, encantou-me com a esperança antiga de ter você todos os dias, mas este dia é mais um de tantos que nunca vai amanhecer, de ti para todo sempre terei as tardes que nunca me deixarão esquecer dos teus olhos.

Branco, brando, pálido, sempre perdido na vastidão de pensamentos confusos, a força do desejo contra a realidade difícil, pra você sempre foi mais fácil voltar pra cama e continuar sonhando, ir a luta machuca. Investir em algo distante é bem menos perigoso, desde o nosso primeiro encontro te servi de consolo, como se a vida houvesse te dado um par de asas para proteger teus inocentes sonhos: o de ser amado, o de ser cuidado, o de ser visto, quando a ti faltam olhos para que possas enxergar a própria vida que continua a passar por tua janela, você distraído suspira decidindo tomar alguma atitude no eterno amanha de sua esperança vazia. Por ti, decidi nunca ter medo de arriscar, foram os teus labirintos que me fizeram forte para escolher caminhar sozinha, aprendi dizer adeus.

Resta muito do pouco que ainda conta nossa historia, meus olhos as vezes relembram o primeiro instante onde tudo foi inacreditavelmente possível, o sonho era mais bonito do que a realidade mostrou. Não foi necessário aviso de ninguém, na verdade eu sabia que não iria suportar, não tive estrutura para enfrentar o teu modo torto de encarar a vida, a tua força me dominou ao passo que me enfraqueceu, aprendi a diferença entre amar e querer, a sutileza deixada de lado para ouvir a razão tão silenciosa quanto esses dias que seguem longe de ti. É confuso pensar que deixei de existir ainda que a lembrança permaneça, talvez encontres copia fiel daquilo que sou, pois nunca houve singularidade nos enganos que promoves, para ti basta a momentaneidade que supri a falta da paz que você busca conquistar.

Todos os passos que me levaram ao fim de cada historia, sempre me colocaram em uma nova estrada onde a vida se torna ainda mais bonita.

D.S.L

* Titulo em menção da musica Descansa coração (Composição: Simons & Marques / Alberto Ribeiro)

http://www.youtube.com/watch?v=fWLm-MOABlg

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Uma consideração sobre “Descansa coração e bate em paz*”

  1. Se eu falar que é perfeito tudo que você escreve , fica muito obvio que é ser sua fã nº01
    Mais o melhor mesmo de ser sua fã, é poder gritar…..
    – GENTE É MINHA IRMÃ …
    Amo você…amo muito… morrendo de saudades !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s