Onde é “lá”?

Provoque-me!

Quero sentir o novo, enxergar algo que me entorpeça os sentidos, que não me aliene, mas que me faça perder o rumo, o jeito.

As pernas tremulas novamente, a boca seca, a dor no estomago como se a vida houvesse nocauteado toda a razão que insistentemente teima em nos acompanhar.

Razão? Pra que razão? Razão de que, por quê?

Quero sair descabelada, sem unhas pintadas, nem roupas a combinarem tons.

Gritar pra todo mundo, ao mundo, mudar de casa, me separar definitivamente dessa gente chata que só pensa em ganhar dinheiro, e mais dinheiro, e que transforma a vida em um roteiro que tem como objetivo final puramente aparecer pros outros, pra mostrar pro outro que vale alguma coisa, que consegui chegar “lá”, mas “lá” é aonde?

“Lá” é uma mesa repleta de papeis cheios de problemas alheios, é o cansaço capaz de te adormecer no caminho pra casa, “lá” equivale às horas em que você perdeu não tendo tempo pra sua própria vida, é o que te arranca da cama ainda com sono, “lá” é o que te faz ter vontade de jogar o despertador no chão ate que ele morra, é suportar gente mesquinha, falsa, fingindo que gosta de você.

Algumas pessoas deveriam ouvir – aos berros – de alguém que elas não são o centro do mundo, deveriam saber que incomodam de uma forma que não é benéfica, ter consciência do quanto seu ar de superioridade na verdade as diminuem.

Chegar “lá” às vezes, muitas vezes, enche o saco, por que nessa brincadeira ninguém se preocupa se você vai se machucar, poucas são as pessoas que te olham de verdade, que te enxergam alem daquilo que para muitos é essencial, para você passou a ser uma grande bobagem, então o “lá” se torna um lugar o qual você já não quer ir, ficar, ou voltar.

Busca incessante por algo novo, mas o novo foi corrompido, comprado, já não é novo, é só uma reformulação do velho, e então você cansa ao ponto de querer ficar em casa, quietinho, quem sabe com a sorte de ser protegido por um abraço que ainda se mantém intacto dessa “poluição”, pois resguardado do resto de tudo conserva o amor, gratuito, que não te impõe ser alguém, alem de você mesmo.

O que afinal de contas vai lhe sobrar como historia? Sua resposta então será: eu cheguei “lá”?

Uma vida inteira compactada, movimentada sem paixão, sem entusiasmo, tão distante do propósito de ir alem, de realmente se superar, uma vida apertada pela gravata, tão pesada quanto a maleta executiva que te acompanha, tão cicatrizada quanto os vários carimbos de viagens a trabalho que se acumulam em um passaporte de folhas amassadas, mas isso não interessa, pois você traçou que o importante era chegar “lá”, “morar no andar de cima”.

Realizar o sonho é o que importa, mesmo que o sonho não lhe leve “lá”, mas tão somente lhe faça feliz!

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s