“Deposito” de medo!

Impressiona-me o modo como as pessoas têm resolvido seus problemas, é latente à visão: a falta de respeito, compreensão e justiça.

Perdeu-se não se sabe aonde algo humano, primordial para a boa conservação da vida na Terra.

Penso eu que talvez a água que estamos bebendo possa estar infectada com algum tipo de bactéria que uma vez em contato com o organismo nos tornar capazes de atitudes atrozes que nem mesmo os animais, dito irracionais, seriam capazes de cometer.

Quem sabe foi pulverizado no ar um gás que ao ser inalado faz de nós pessoas incapazes de lutar contra toda essa violência, de exigir paz, de salvar não somente a si mesmo, mas a inocentes que sempre pagam um preço altíssimo perante o descaso da justiça, a violência gratuita que assola a vida cotidiana, a falta de educação tão aclamada por uma espécie de gente que parece ter entrado em extinção.

Talvez seja uma conspiração de algum pais que esteja pretendendo tomar nosso pátrio poder, ou quem sabe algum planeta alienígena que aguarda a destruição da vida humana para invadir nosso planeta.

Gostaria que as explicações fossem essas, mas a culpa do quanto o mundo anda feio é toda nossa.

É mais fácil roubar a trabalhar, tirar do outro, enganar, iludir, superfaturar.

Mentir dói menos que a verdade,aliais tudo dói menos que a verdade, a cabeça daquele que mente continua a descansar sem problemas em seu travesseiro, não passando em seus pensamentos que em outro travesseiro alguém possa estar aos prantos vitimado de suas intrigas, chantagens, enganações.

Problemas com alguém no trabalho, na faculdade, no transito, as coisas se resolvem a tiros, facadas, humilhação publica, é o modo mais fácil, pois conversar é penoso,“tirar” a pessoa do caminho é um negocio mais rápido e garantido, afinal de contas dessa forma: matando, você não corre o risco de sofrer uma nova tormenta, acaba-se com o problema, a questão e com uma vida de uma só vez.

O amor de sua vida já não é mais feliz a seu lado? Encontrou outro amor e desfez de você? De uma hora para outra descobriu que não é bem “aquilo” que se pensava? … Dói tudo isso! Como aceitar numa boa? Como acreditar que é um direito humano? O tal livre arbítrio de fato precisa existir e ser respeitado? Seqüestre a família, torture,perturbe,telefone anonimamente no meio da madrugada, persiga, mate se necessário, deforme, mas não aceite que as coisas caminhem contra a sua vontade.

Acompanhando a vida, vejo o quanto o ser humano anda perigoso, o quanto relacionar-se em qualquer esfera tem tido um preço e conseqüências altíssimas, já não sei o que pensar, nem que desculpas arranjar para tentar entender o motivo de tudo isso, passou da linha discriminatória de que é porque ele é pobre, é porque ele é favelado, é porque ele é …

Hoje estou quase que acreditando generalizadamente que é porque ele é humano, e isso basta.

Ele é humano, um humano sem razões para querer aprender, que não crê mais que bons e verdadeiros sentimentos possam existir gratuitamente, sem cobranças, pressões, sem meias palavras, simples, sem esse deposito de medo que realizamos a cada vez que alguém bate a porta de nossas vidas perguntando se é possível fazer parte, ficar e tentar construir algo que não destrua.

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Uma consideração sobre ““Deposito” de medo!”

  1. Você como sempre sabendo muito bem utilizar as palavras, para nos mostrar coisas inefaveis.
    Tenho aprendido com você, o inexplicável, o imprescindível, coisas que para mim antes não faziam o menos sentido e que hoje sussurram em meus ouvidos com Experiência, crescimento, amadurecimento, coisas pequenas mais que fazem sentido e nos dão sentido. agradeço com um muito obrigado por essas palavras lindas que me ajudaram a refletir o quanto tenho errado, me mostrando o quanto poria ter acertado ao em vez de deixa para amanhã as coisas que ontem hoje estariam fazendo sentido em minha jornada, mas hoje deixarei que elas façam parte do meu dia e amanhã ela sejam parte de MIM. Muito obrigada por esclarecer minha mente com suas palavras e fazer de mim uma nova mulher madura e com grandes objetivos. Boa Tarde e que Deus continue te abençoando com palavras Lindas e que fazem os homens refletirem sobre elas. Muito Obrigada. (Dalila Guadelupe)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s