Uma surpresa estragada

Que decepção não mata todo mundo sabe, mas decepcionar-se é o mesmo que regressar a um outro tempo, onde em alguma situação, ou pessoa devotou-se confiança, fé, amor.
Pedras quando são atiradas de longe, dificilmente machucam, são aqueles que mais amamos que provocam os maiores sofrimentos, são eles que cavam grandes buracos em nossa alma quando não mais se importam com o quão estão a nos magoar.
É um sentimento que demora a passar, e mesmo quando se vai deixa um rastro de desesperança frente a novas situações que serão as mesmas pelo resto da vida, pois ninguém se decepciona uma única vez.
Decepcionar é uma surpresa que vem estragada, como uma fruta que por fora parece madura, cheia de sabor e cheiros, mas por dentro esconde uma podridão sem tamanho, é fácil jogar a fruta fora, pegar outra, e tentar a sorte novamente, difícil é jogar pessoas fora, e prosseguir confiando em todo o resto o mundo.
Vejo as pessoas como flores, que nos dão suas pétalas para que possamos tocá-las e assim ama-las, porem algumas por sentirem-se amadas incondicionalmente, acabam por nos ferir com espinhos, sem importar-se o quão irão machucar.
É inacreditável o quanto nos tornamos dispensáveis, desnecessários, sem valor algum frente a um olhar que um dia brilhou com a presença de um sorriso.
Vemos desaparecer todos os momentos antes cercados de alegria, vida, amor, dando lugar a um vazio que só faz doer e nada mais, senti-se um misto de tristeza e mau uso de bons sentimentos, um nó na garganta que nos impede respirar direito.
“Decepção não mata, ensina a viver”, discordo da frase com a certeza de ela soa carregada de ressentimentos, pois é o mesmo que dizer: não confie em mais ninguém, negue ajuda, desacredite do amor, da amizade, do bem querer, olhe apenas para o próprio umbigo, pois assim serás mais feliz.
É pela decepção estar falsamente “ensinando” as pessoas a viverem, que o mundo tornou-se essa bola de fogo que solta faísca por todos os lados, aprendendo com a decepção nos desligamos de qualquer outro sentimento, por não acreditar que eles existam verdadeiramente.
Decepção gera revolta, que gera violência, que gera tantas outras dores, é por decepcionar-se com seus empregos que muitos deixam de trabalhar, magoados por algum amigo muitos tornam-se adeptos da solidão, traídos ou mal tratados não se permitem mais amar, e tudo isso diante dos ensinamentos desse sentimento que na verdade nem poderia existir, todos deveriam manter-se suaves e belos como pétalas de rosas, não manchando o amor, a admiração ou o querer bem com o avesso desses sentimentos.
Errar é humano, todos somos suscetíveis, porem evita-los de modo a pensar no outro é hoje em dia tão raro que deveria ser digno de um troféu com os dizeres: “parabéns pela pureza de coração e preocupação com os que você ama”.
D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s