Eu quero falar pra você!

Quantas vezes a vida parece não dar trégua, por mais que se tente fazer com ela um pacto para que tudo de certo, para que nenhum mal nos atinja, ou apenas para ter dias calmos, onde nada aconteça, em paz simplesmente caminhar por um caminho que se possa escolher.

Quantas vezes somos obrigados a se explicar pra quem nada comunga ou agrega em nossas vidas algo que nos faça bem, quantas vezes temos que digerir historias mal contadas, e amortecer no próprio corpo pedras atiradas por pessoas que mal sabem o que estão a fazer com suas próprias vidas.

Parasitas! Não escrevem sua própria historia, portanto se alimentam da felicidade, do aprendizado, e principalmente dos erros que julgam dos outros.

Covardes a ponto de não enxergarem seus próprios defeitos. Perfeitos para uma meia dúzia que se percebe insanamente acima do bem e do mal.

Mas eu não quero dizer nada para esse bando de gente.

Hoje eu quero dizer a você que luta, que acorda todas as manhas se preocupando com o sentido próprio que dará a sua vida para que no final do dia carregue nos ombros um cansaço que lhe jogara sobre a cama quase que inerte, mas lhe fará sentir que mais um dia valeu a pena, eu quero falar pra você que enfrenta crise financeira, tpm, conta no vermelho, falta de dinheiro, dor de cotovelo. Eu quero falar pra você que mesmo com medo, arrisca, chora, sofre, brinca. Eu quero falar pra você que mesmo com dor, ama, se apaixona, acredita. Eu quero falar pra você que mesmo machucado não desisti, que mesmo humilhado aprendeu muitas vezes  sozinho se erguer e cuspir na cara de tantos idiotas que lhe ensurdeceram diversas vezes dizendo que não seria possível. Eu quero falar pra você que não tem medo de sair de casa por causa de uma epidemia. Eu quero falar pra você que assume o que faz de queixo erguido, pois certo ou errado, seja la como for contado, as conseqüências caíram apenas sobre você. Eu quero falar pra você que não tem receio de ser feliz e parecer ridículo, que toma porre, que paga suas contas, que sustenta um congresso falido de ética e respeito para o povo que o elegeu. Eu quero falar pra você que caga fedido, que faz xixi, arrota, peida. Eu quero falar pra você que enfim compreendeu que viver é isso ai: um dia após o outro, a espera do dia mais feliz!

Eu quero falar pra você que não inveja o que não é seu, que é chamado de bobo por levar a serio ser honesto, fiel, amigo!

Eu quero falar pra você que não foge da briga, que cutuca a ferida, que consola o derrotado, que abraça o mendigo, que se mostra igual, que prefere somar a diminuir e principalmente diminuir os outros. Eu quero falar pra você que respeita seus funcionários, que não se aproveita dos otários, que não vira a cara para a piranha da rua, pro sapatão da esquina, pra bichinha desesperada por um pouco de atenção, eu quero falar pra você que não conversa de longe com o aidético, que declara na identidade doar-se até o ultimo suspiro. Eu quero falar pra você que se ofende quando alguém se dirigi a outro por “aquele pretrinho”, “aquele burro”, “aquele…”. Eu quero falar pra você que tem a esperança como raio de sol, o amor como escudo e Deus como caminho, eu quero falar pra você que já deu dinheiro pro Edir Macedo, que chora com o desespero alheio, e que aplaudi a vitória do outro, eu quero falar pra você que se entrega, que se joga, que se arrisca e se arranha, que sangra, que liberta, e que se culpa por as vezes não compreender. Eu quero falar pra você que já foi traído, eu quero falar pra você que tantas vezes se perdeu, que já enlouqueceu, que já caiu. Eu quero falar pra você que conseguiu mudar pra melhor. Eu quero falar pra você que não faz alarde com o tropeço do outro, pois também tem medo de tropeçar. Eu quero falar pra você que não consegue dissimular, que não é capaz de engolir, que não tem medo de gritar, cantar, sorrir.

Eu quero falar pra você que eu te admiro, e que todas as minhas palavras, entregas e visões são para serem lidas por pessoas como você!

Eu quero falar pra você pra não desistir nunca, não se entregar jamais, pois se a vida e o mundo pertencem algo que ainda valha a pena, com toda certeza esse algo sobrevive dentro de ti.

D.S.L 

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s