Não confundam qualquer “coisinha” com ele!

A ciência a séculos tenta desvendar, os poetas a milênios entender, sentir, saber… E a nós seres humanos nos é concedida a graça de vive-lo.

Deus o criou, e os anjos o protegem.

Ele esta ao alcance de todos. Ultrapassando hierarquias, quebrando regras, juntando raças, culturas.

Por ser um acontecimento grandioso na vida de qualquer um, muitas vezes ele faz uma bagunça sem tamanho.

Nunca saiu de moda, apesar de carregar adjetivos como clichê, brega, etc.

Ele é do tamanho do coração de cada um, quando grande exagera, delira, sonha; quando pequeno silencia, atenta, racionaliza, mas presente espera, e mesmo que aparentemente despercebido é notado, sentido.

Cada um tem algo a dizer sobre o amor; Uma historia que seja!

Alguns não acreditam, outros acreditam demais, muitos sentem medo, a quem jure que ele acontece uma única vez na vida, a quem diga que ele passa, a quem decrete que é eterno, a quem viva a espera-lo em busca de uma vida mais cheia de sentido.

Eu poderia dizer, a quem não acredita que tudo se move em torno dele, uma musica, por exemplo: faz mais  sucesso quando canta ao coração, seja lá a melodia escolhida: rock, forro ou baião, seja a letra sem muita rima, seja a voz desafinada ou não, quando toca ao coração não tem como fugir, e então o amor se manifesta.

Aos que acreditam demais, eu lhes digo: paciência, pois o amor é como um rio que corre lentamente em nossas vidas, em paz, sem desespero pra desaguar. Acreditem, mas não deixe de viver por falta dele, na verdade ele existe em cada ser vivo e não somente em sua historia.

Aos que tem medo: eu não lhes tiro a razão, tanta coisa é dita sem fundamento, por vezes de pessoas sem justa causa, o amor quando amor, não faz sofrer, não ama sozinho, não traz tristeza, e mesmo que acabe por uma das partes, ele sabe ir embora, não sem choro, não sem sofrimento, mas de forma calma, pois ao fechar a porta deixa a casa cheia de luz e lembranças de manhas onde se despertava por um sorriso. Quando se vai, deixa no peito o sentimento de amante e amado, de bem querer pelo tempo partilhado.

Amor quando amor, jamais acontece unilateralmente, sendo assim peço aos descrentes que não chamem de amor qualquer “cócegazinha”, qualquer atração aos olhos, qualquer coisinha.

Acredito que amar seja imenso demais para ocorrer uma única vez, amamos diversas e quantas vezes o coração permitir e a vida deixar, pessoas como eu, amam o amor, amam enxergar esse sentimento capaz de deixar os olhos turvos, a boca seca, as pernas bambas, e o coração diferente da paixão, em paz, o amor é o que sobra quando todos os outros sentimentos já se foram.

Amor quando amor, não passa, vesti outra cara, outra roupa, se disfarça, pode até transformar-se em ódio, mas passar, ele não passa, quando se ama alguém e também se é amado os olhos jamais se cruzarão, mesmo acabado, como se nada houvesse acontecido.

Eterno quando a vida passa a ser preenchida por um par de olhos que parecem ler quem você é; eterno quando nos entregamos como num vôo em queda livre, sendo o solo seguro o colo do ser amado, amante. Não há medo, distancia ou obstáculo capaz de dete-lo, eterno quando se perde a vergonha de confessar ao telefone uma saudade de horas; quando se pactua: não te permito viver sem mim, e juro jamais viver sem ti!

A quem já tenha amado, a quem nunca o tenha sentido, a quem viva a esperá-lo eu lhes digo: jamais percam a esperança, pois na vida tudo pode ser conquistado; sucesso, fama, dinheiro, riqueza, mas um coração quando lhe é entregue para ser amado, transformando-o em amante, é presente da vida!

Encontro-te na primavera entre flores, brisas e melodias…

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Uma consideração sobre “Não confundam qualquer “coisinha” com ele!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s