É você quem escolhe o que ela vestira!

Então ela surge! É você quem escolhe o que ela vestira na noite, dia ou tarde em que o encontro é marcado pelo destino, pelos acontecimentos, pela própria espera.

Ela surge! Perfeita, estonteante, entorpecente, encantadora.

Ela jamais aparece sozinha.

Sua chegada pode demorar dias, anos, meses, segundos, porem certamente vira acompanhada de um sonho; então ela nos pega pela mão nos levando pelo lado esquerdo, pois a sua direita você esta de mãos dadas com aquele alguém que você era antes dela chegar, pode ser a criança que chorava ao ser rechaçada na escola, o adolescente tímido e solitário que se trancava no quarto quando sentia o mundo desabando de seu teto, o adulto que cansado de lutar perdeu a esperança.

Você percebe não ser mais senhor de seus passos, ela te governa, e mesmo não sabendo pra onde; você a acompanha. Hora com medo, hora com os olhos tão cegos de encanto que mal consegue parar sobre os pés, diante de tamanho brilho que parece exalar de cada pedaço de seu corpo.

Ela te faz seguir em frente, e em paz você sorri para quem esta ao seu lado direito como se dissesse ao passado: esta vendo! Valeu a pena não morrer, no intimo não desistir e esperar, pois ela veio nos buscar.

Caminha-se com ela para o futuro, enquanto presente, a direita o próprio passado. Adiante um horizonte, onde Deus caminha tão próximo, que no peito explode a ilusão de sentir seu abraço, pois o coração já não bate calado, explode, fazendo um barulho ensurdecedor e enlouquecidamente descompassado.

O passado lhe olha assustado, lembrando-se dos dias em que tudo era cinza, e ao olhar para a sua direita ele a reconhece pois ela sempre esteve em seus sonhos, exatamente como aparece agora na realidade.

Ela não para de cantar, as vezes desprevenidamente rodopia ao seu redor, grita, chora e sorri, e tudo ao mesmo tempo, e tudo tão louco e em paz, cheia de amor e de si mesma, sozinha, olha pra você agradecida pois ela só poderia existir de fato, se você jamais deixasse de acreditar que ela chegaria.

As vezes ela para pelo caminho, precisa falar, e lhe diz que também esperava por você, para enfim cumprir seu destino, o mundo inteiro esperava por este encontro, o encontro que uniria ela e seu fiel companheiro, a você e seu passado, com a nova vida que terão após viverem todas as emoções.

 Ela lhe confidencia que surge todos os dias, na vida de todos, mas que as vezes por ela se mostrar pequena, ninguém se quer a percebe.

Ela se mostra nas manhas quentes onde uma orquestra de pássaros enfeitados pela luz do sol pintam o quadro do dia, ninguém a vê, ela diz estar no radio sobre a pia da empregada domestica que lava louças cantarolando, no abraço do amigo que lhe acolhe o coração, nos olhos orgulhosos dos pais que vêem o filho trilhar um bom caminho, ela esta no amor, na alegria, na saúde, no sorriso de quem sorri para um desconhecido, no céu onde os anjos beliscam as estrelas para que elas acordem e brilhem cada vez mais, ela senta na lua brilhante, no reconhecimento que não gera dinheiro.Porem muita vezes cansada, acompanhada de seu fiel escudeiro vai embora do coração daqueles que não são capazes de senti-la, seja sua aparição pequenina ou grandiosa.

Quando não a esperam mais, ela parte levando consigo seu doce amante, porem decretando que sempre poderá voltar quando no peito surgir novamente a esperança de que ser feliz é possível.

A cada um de nos ela tem um sobrenome, mas pela vida a fora ela é conhecida simplesmente como felicidade, sendo o sonho seu fiel companheiro e amante.

D.S.L   

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s