O “Prozac” nosso de cada dia!

 

Em tempos de crise, todo mundo meio que com medo de perder o emprego, de gastar um pouco a mais com os supérfluos da vida que nos fazem tão felizes, sem aquela esperança do salário aumentar e ao contrario fazendo figa com os dedos para que ele não diminua.

Apostar na loteria é como tomar Prozac, e viver algumas poucas horas em êxtase, vendo a vida num tom cor de rosa, e viajando nos sonhos que se poderão realizar com os “milhõezinhos”  engordando a conta e se multiplicando a cada dia.

Tudo bem, também concordo com aquela frase (clichê toda vida) “dinheiro não traz felicidade” e não coloco minha mão no fogo por quem acredita que ele a manda buscar.

Dinheiro não traz felicidade, mas lhe dá liberdade, isso é fato, e parece que isso já foi filosoficamente constato por algum pensador(coisa não muito difícil de se constatar).

Dinheiro lhe dá asas, literalmente, pois só com ele se pode adquirir um jatinho, um passeio de asa delta, ou até mesmo uma viagem à lua.

Eu gosto de apostar, talvez porque eu não tenha muito a perder; e a esperança dentro do peito diante das visões claras dos sonhos que eu poderia realizar são algo que só quem aposta todas as fichas tanto no jogo, quanto na vida é capaz de sentir.

Com todos esses milhõezinhos eu desbravaria terras, conheceria outras culturas, auxiliaria um tanto de gente a se erguer na vida, mesmo que elas jamais soubessem que na verdade foram ajudadas por mim, pois eu não almejo esse tipo de fama, e sim o sorriso de quem já havia perdido a esperança de que fosse possível ser feliz.

Na contramão dessa esperança, penso nos sentimentos que o dinheiro faz nascer nas pessoas, dinheiro atrai amizades falsas, falsos amores, querendo ou não todo mundo fica mais bonito vestindo uma peça exclusiva e dirigindo um carro importado rumo a uma casa de praia cheia de luxo e conforto.

É engraçado também ver os apostadores nas filas com o joguinho na mão, ostentando uma cara de “paisagem” como se logo ali no guichê estivessem mais perto de concretizar todos os grandes sonhos de uma vida inteira.

Há quem diga que jogar é pecado, há quem se deixa viciar por isso creio que de fato torna-se pecador, porem a quem como eu e tantos outros o façam a penas para viver algumas horas sobre esse efeito “Prozaquiano” dos sonhos, não passe de uma outra forma de deixar os problemas de lado, e lembrar que tudo na vida é possível, até mesmo tornar-se milionário.

D.S.L   

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s