Ouvi teu coração…

A distancia a ser ultrapassada vai muito alem dos quilômetros que nos separavam. Mesmo assim você veio!
Vencendo a estrada escorregadia, deixando pra trás um coração cheio de medo, achando-se um tanto ridícula (coisa sua isso), mas você veio.
Tudo o que esta sentindo hoje, no passado lhe pareceu uma grande tolice, devaneios de pessoas fadadas a sonhar demais, a acreditar demais, a esperar demais dos outros.
Você não conseguia enxergar uma razão se quer em tudo o que eu pretendi viver a seu lado, não havia esperança dentro de ti, vontade, ou se quer intenção de ser feliz comigo, naquela época você não enxergava, pois mantinha os olhos vendados por um misto de medo, descrença… E foi exatamente isso, essa tua falta de visão que nos fez perder, eu olhava pro céu, você pro chão, pra razão, para o físico, enquanto eu esperava que você me desse asas.
Sempre acreditei no teu coração mesmo ele batendo trancado, sufocado de uma vontade louca em viver algo maior, que lhe trouxesse paz, era você quem não o ouvia, não o deixava falar, te guiar, sempre morreu de medo do que ele seria capaz de fazer.
No fundo você sempre soube que só esse coração poderia transformar a sua vida, modificar sua historia e te fazer uma pessoa melhor.
Fico feliz que ele tenha escolhido a mim para acompanhá-lo neste caminho desconhecido. Seja como for eu estou aqui!
Não sei do que vai ser toda essa historia, estou assustada… Com quatrocentas perguntas na cabeça, e outras incontáveis dentro do peito, todas elas gritam e eu fico surda, todas querem uma resposta que só o tempo e todos os acontecimentos guardados em um amanha poderão responder.
Tenho a lhe dizer muito pouco diante de tudo o que dentro de você anseia escutar, mas saiba que uma porta foi aberta dentro de ti, e mesmo que eu não entre, como um dia sonhei, no amanha quando talvez encontrares novamente a oportunidade de amar, tudo lhe parecera mais simples, assim não correras o risco quando parares pra ouvir o coração de achar que talvez seja tarde demais.
D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s