O que você tem?

O que você tem? Quintas feiras iguais, probabilidades matemáticas, jornais empilhados que lhe dão noticias de um mundo que sempre vai mal, revistas que lhe dizem o que vestir, quanto pesar, o que comer… Beber não pode, fumar faz mal, na China estão vendendo ar… O que você tem? Confia em alguém?

Mude a rota caso palavras como descrença, tristeza e solidão, estiverem fazendo parte de seu continuo vocabulário. Sabe aquele velho papo de que a vida é curta, e de que a felicidade é possível, pois bem: é verdade!

Mude de emprego, de sotaque, de pais, até quando você não vai parar pra pensar em se fazer feliz? Chega dessa conversa de que não é tão fácil assim… Tome a vida nas mãos, rédeas curtas. Assuste todos os seus fantasmas, confie em Deus e reme, seja para norte ou para o sul, apenas reme com todas as suas forças e vá…

Palavras são palavras, e no que tange o campo da vida elas são fáceis, e muitas vezes opostas à realidade.

Em essência carrego o medo comum a todo ser vivente, mas em profundidade, quando sozinha, minha alma esbanja fé, ostenta beleza, e dança enlouquecida ao mínimo sinal de que tudo será possível.

Entregue-se a esse flerte com o abismo. O sonho é seu, mas a realidade também, portanto tens as duas partes universais para realizar.

Decreto: tens o direito de sonhar outra criatura, e sonhando aprenda a ser ela, de maneira auto didática porte-se como se estivesse plena, como se o dia esperado enfim fosse real, desse sonho carregue trejeitos, feitos, olhares, e uma coragem esculpida no rosto a qual realmente gostaria de ter, perceba: essa coragem já é sua, pois sonhando outra criatura o esforço continuo para içar ancora, tem afastado o que sufoca o peito e embaçado os olhos: eis que apresento um novo começo.

É tempo de mudar, e a direção não pode ser outra: mudar para melhor.

D.S.L

nascer