Viva o exagero a doença comum a pessoas felizes.

Exagerar é pecado?

Acredito que não, pois se fosse ele estaria na lista dos sete capitais que conhecemos bem.

Exagerar é o que então?

Ando encafifada com essa palavra, porque quem bem me conhece vez ou outra a lança sobre mim como se a mesma estivesse tatuada em meu corpo, não sabendo eu, isso ser bom ou mau sinal.

Não que a opinião alheia me interesse, alias falando em opinião alheia, cada vez menos pessoas detém o poder de dizer algo que verdadeiramente me faça refletir, ou de alguma forma me choque, e até mesmo transforme a minha opinião, e isso meus caros nada tem a ver com teimosia ou arrogância, pois continuo ouvindo a todos da mesma forma: muitas vezes calada, sem retrucar, ou “tirar partido”, e isso na verdade vem acontecendo por uma coisa chamada autoconhecimento, que é o que sentimos quando nos olhamos no espelho e sabemos quem de fato esta lá, atrás daquele corpo que se reflete.

Pelo dicionário o significado de exagerado é: “coisas cujas formas ou condições excedem o natural. Desmedido, excessivo”

Então pela minha compreensão e interpretação aquilo que excede o natural nem sempre pode ser ruim, pois o que excede foi alem, e o que era natural pode ser ainda melhor se for desmedido (aplica-se o mar como exemplo) palavra que talvez signifique em alguns casos infinito, que foge além do horizonte que nossos olhos conseguiram enxergar.

O fato é que esse exagero do bem até hoje fez uma única vitima: a mim mesma; E que fique claro muitas pessoas, ainda que com o meu consentimento, se beneficiaram e muito destes exageros, aplica-se para falsos amigos, amores que não deram tanto valor a tamanho amor, etc.

Quando se vive com essa espécie de doença raramente conhecemos sentimentos como falta de fé, de beleza, ou compaixão.

A pessoa exagerada nunca mede esforços para nada: se um amigo precisa de ajuda, é capaz de engolir por algumas horas a própria dor que também precisa ser conversada para ouvir a dor daquele que esta sofrendo; Quer sair e esta sem dinheiro? Que mal há em utilizar o cartão de credito uma vez mais?; Se a vida esta ruim a ponto de nos fazer sentir uma pontinha de tristeza e desespero, a fé do exagerado também é desmedida e assim ele vence aqueles comedidos que nunca vêem saída para os embates simples e tão comuns da vida.

Os exagerados podem ser chamados de loucos, mas só eles sabem também que tudo passa, eles assimilaram a sabedoria de viver cada dia como se fosse o ultimo, exagerados podem ao contrario dos que muitos pensam juntar verdadeiras fortunas, pois são criativos, afinal o exagero requer sempre uma mente muito fértil.

O exagero não provem apenas da alegria, quando tristes são os mais tristes do universo, a ponto de não verem razão para se levantar da cama, sabendo é claro que logo “isso” também vai passar.

Exagerados são românticos, amam demais, se entregam sem medo, filosofam, dançam desgovernadamente, felizes, alegres, entorpecidos pela divindade de viver aquele momento, e cada momento do exagerado é sempre único.

Em sua maioria essas espécies são estabanadas, sofrem demasiadamente com a ansiedade, com a falta de paciência dos sonhos que ainda não se realizaram, com a falta de paciência para com gente mesquinha, desonesta, para com gente sem brilho próprio. Exagerados não combinam com parasitas.

Exagerados conseguem verbalizar o verbo exagerar até mesmo sem pessoa, é claro que sempre na invenção de sua própria gramática que pertence o tempo “presente do futuro mais que perfeito”. Exagerados são otimistas, pacifistas, são malucos em extinção que torcem para que seu excesso de vida possa contaminar quem sabe um dia, a moça triste que fica sempre na janela todos os dias e que parece tão distante da vida, dos sonhos e dos exageros que nos fazem delirar de paixão a cada dia.

O exagero de amor, de fé, alegria e vontade de viver nunca fazem mal ao coração!

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s