Quero esse novo tempo…

Tinha me esquecido do quanto o tempo é precioso.

Não estou a falar do tempo que muitas vezes precisa passar para nos trazer a cura de algum sentimento, ou um sonho antigo que só chega na hora certa, não estou falando do tempo que precisamos para aprender, mudar, enxergar certas coisas, trazer certeza a outras.

Falo do tempo que precisamos para nós mesmos, para ficarmos a sós com quem somos, pois só assim é possível ouvir o que o corre-corre da vida acaba por silenciar.

Ter tempo para se olhar no espelho, pentear os cabelos sem pressa, observar cada ponto de mudança que os anos trouxeram ao rosto, tempo para cheirar o travesseiro ao acordar, ficar na cama de olhos abertos sem compromisso com nada, sem aquela voz ensurdecedora de quase toda manha que lhe grita: levanta, você vai se atrasar. O corpo mergulhado em um grande nada, um mundo somente de tempo livre e horas e mais horas a serem preenchidas com aquilo que de fato se quer fazer, sem obrigações.

Livrar-se de despertadores, da corrida desenfreada até o ônibus que já esta partindo do ponto, ter tempo sem cartão de ponto, sem hora para dormir ou acordar, tempo para descansar do almoço livre da fadiga, da azia, da ansiedade de pilhas e mais pilhas de papeis que precisam se resolver.

Ter tempo!

Tempo para ouvir musica, ler na rede durante a tarde, tempo para se fazer o que quiser, perdendo-se em horas e horas com a simples tarefa de só sonhar; Fechar os olhos e não pensar em nada, ou melhor, pensar nas coisas, pessoas e sentimentos bons que mesmo ausentes naquele instante nos faz sorrir, ainda de olhos fechados.(Existem pessoas com a divindade de nos trazer paz, felicidade e amor mesmo que estejam a quilômetros de distancia)

Ver a manha, à tarde, à noite, sem o susto e o peso do corpo cansado de um dia inteiro de trabalho, estresse, e de tantas coisas e pessoas que nos ocupam, sem ocupar deveras coisa alguma em nós.

Ter tempo para si mesmo, é o mesmo que não se obrigar a tolerar nada nem ninguém que não se deseje. Ver tudo passar devagar, sem o borrão que a velocidade da vida anda trazendo, tempo para o próprio tempo, caminhar sem pressa respeitando o espaço do próprio corpo no mundo.

Tempo.

Falo do mesmo tempo que se perde quando nos encontramos abraçados a alguém que nos submete a toda a paz do mundo, as mesmas horas perdidas que ganho na imensidão dos teus olhos, na sensação dos teus beijos, falo do tempo que me trouxe você, descrevo o tempo suplicando que se demore a passar para que mais e mais o teu colo seja meu berço, cobertor, laço infinito.

Em oração rogo a ele que não te leve, e sim cada vez mais te traga pra mim, falo do tempo que é incapaz de separar-me dos que amo através dos muitos anos que já viveram. Falo do tempo amigo, sem perigo, sem o castigo de vê-lo passar, falo do tempo que tive pra mim, o qual me fez retornar a tudo de belo que à vida sabe oferecer.

Digo que após esse tempo, quero ainda mais horas e horas para ter-me junto a mim, mantendo a vida distante de toda a loucura do tempo que corremos em busca do material que não nos alimenta verdadeiramente a alma.

Quero que meu tempo alimente meu espírito!

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s