As rosas não florescem somente no dia 12 de junho

Pensei em varias coisas pra fazer na noite de hoje. A tão temida pelos solteiros e aclamada pelos apaixonados noite dos namorados.

Finalzinho de outono, chuva, frio, e dá aquela vontade na gente de aquecer mais do que o corpo, aquecer a alma, o coração, enfim…  Tudo muito propicio para um jantar especial, um bom vinho, e amanhecer debaixo das cobertas muito bem acompanhada, mas companhia pra fazer isso tudo anda escassa no mercado.

Muitas pessoas acordam de mau humor e passam o dia secando cada buquê de rosas que cruzar seu caminho, mentalizam a desintegração das caixas de bombom, alimentam na imaginação uma cruel tortura  aos bichinhos de pelúcia fofinhos com aquelas declarações: “eu amo você”, “você me faz feliz” etc.

Outros preferem sair pra balada, alguns na esperança de encontrar alguém antes que a noite termine, ou então para declarar que estar solteiro é a melhor coisa da vida, muita gente prefere ser de muitos a ser de um só.

Inevitavelmente todos lembram, ou melhor, somos obrigados a lembrar por se tratar de uma data comercial, e mesmo que passe em brancas nuvens pela vida de quem esta só, a gente fica meio que romantizada, meio que querendo pertencer a alguém, meio que entrando nesse jogo.

Existe felicidade sozinha, mas felicidade a dois é bem mais feliz.

É por isso que devemos comemorar, quando se tem o que comemorar, muita gente fica preso a datas. Não devia ser assim, deveríamos soltar fogos não apenas no ultimo dia do ano, mas sim quando inicia-se verdadeiramente um novo ciclo na vida, como a conquista de uma promoção no trabalho, a mudança para um bairro melhor, o aumento de salário, os quilos a menos, o ingresso na academia, a primeira melodia tocada no violão depois de horas aulas de dedicação.

Alimentar o respeito e a gratidão as mães em todas as horas, exagerar no chocolate fora da páscoa, declarar amor ao pai sempre que o coração pedir, levar as crianças ao parque sempre que uma manha de domingo ensolarada fizer o convite, ser gentil, amável, romântico, atencioso com quem se ama enquanto se esta junto, pois estar junto é isso, é ter esse espírito vivo todas as horas, todos os dias, evitar brigas, partilhar beijos apaixonados, afinal de contas as rosas não florescem somente no dia 12 de junho, ofereça flores sempre que possível, mesmo que roubadas… Ofereça o coração quando o sentir ameaçado por um sentimento que parece incontrolável, louco, encantador.

Não perca o romantismo porque está só ou porque teve o coração machucado, não perca a esperança de encontrar alguém especial por estar esperando sua chegada a algum tempo, não se deixe abater pelos dias que parecem iguais, guarde tudo o que tens de belo para quando veres teus sonhos todos realizados. Assim a vida segue seu rumo, sem a inquietação de ainda não pertencer o que se pressenti perto. 

Ainda não sei o que fazer na noite de hoje, mas certamente saberei o que fazer em todas as outras noites depois que eu te encontrar.

Feliz dia dos namorados a todos!

Todo amor que houver nessa vida!

D.S.L

 

 

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

3 comentários em “As rosas não florescem somente no dia 12 de junho”

  1. Nesse dia que marcaram como o dia dos namorados,nao importa se está numa cama de hospital,ou no quentinho de suas cobertas,mas o que importará serás a esperanca que um dia a sua flor desabrochará para amar verdadeiramente uma outra pessoa, podendo vislmubrar a descoberta de um novo caminho…

    Curtir

  2. Voce escreve maravilhosamente…adoro..
    Creio o que importa realmente é o dia a dia..datas aniver, natal, namorados..é uma obrigação..e tudo que é ^regra^ perde a graça. Bom mesmo é aquele presente inesperado..a atenção..o carinho..a paixão, a surpresa, a leadade dos momentos. Isso quando verdadeiro é o melhor presente e fica pra vida toda..isso não é e nunca será insubstituível.. a pessoa vai…mas como vc mesmo escreveu…tem coisas que não se apagam… beijo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s