Pisca-Pisca

Outro dia, sentada em um bar com amigos, comecei a ser paquerada.
Ajeitei o rabo de cavalo em meu cabelo, e iniciei um lançamento de olhares meteóricos para o alvo que havia encontrado. Estava sendo correspondida! Então, ergui um brinde com uma amiga para chamar ainda mais atenção, sorria, falava, gesticulava…
Levantei da mesa, e desfilei até o banheiro, tipo para uma conferencia melhor da “mercadoria”, no percurso de ida fingi não estar dando “bola”. Na saída, percebi que um belo par de olhos esperava ansiosamente pelo meu retorno. Lentamente retornei a mesa, lançando um olhar “daqueles” enquanto caminhava, cheguei a esboçar no rosto um sorriso de canto de boca, meio tímido, daqueles que dizem: você esta me olhando e eu estou gostando da brincadeira.
Sentei e continuamos nos olhando, minha amiga perguntou se eu queria ajuda para a conquista, respondi que não. Acho o fim “meter” uma terceira pessoa nessas ocasiões, mesmo que para ajudar, afinal de contas, a historia é entre duas pessoas, portanto melhor mesmo é desenrolar as coisas entre os protagonistas, pois muitas vezes figurantes podem ao invés de ajudar, atrapalhar!
Flertamos por quase duas horas, foi quando tudo ruiu como um castelo de cartas. Eis que surge em meio a tantas ferramentas de conquista a mais cruel, a piscada!
EU NÃO SEI PISCAR(gritos)! Devo ter recebido umas três piscadelas das quais não pude retornar é claro!
Já tentei ensaiar no espelho, até exercícios já fiz com os olhos para ver se desencanto e aprendo, mas de nada adianta, EU NÃO SEI PISCAR(mais gritos…)!

Quando tento, pareço uma doidinha abrindo e fechando os olhos, ninguém agüenta, e daí é gargalhada na certa, fazer o que a não ser rir de si mesma nessas horas trágicas!
A historia terminou ali, afinal para o sucesso de uma conquista, todas as fichas lançadas precisam retornar em dobro, caso contrario perde-se a aposta!

D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Uma consideração sobre “Pisca-Pisca”

  1. Não saber piscar durante uma conquista é sinal de charme, amiga!
    Se os olhos são as janelas da alma, por que fechá-los para mostrar interesse?
    o melhor pra mim é deixá-los abertos, vezes sim vezes não direcionados para o objeto do seu desejo.
    é como se vc dissesse “pode entrar, mas com cuidado”.
    Achei o máximo!

    Gimme your hands ‘cause you’re wonderful.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s