Palco de trovões e relampagos

Depois da tempestade todas as estrelas voltaram para o céu.
Um mistério a força da natureza, quase um milagre, enfatizando que a força do que há de acontecer pode ser comparada às estrelas que nasceram no céu após a saída de brancas nuvens, carregadas de chuva!
O mesmo céu que nesta noite foi palco de trovões, relâmpagos e uma chuva de gotas gélidas, agora reabre suas cortinas para acolher uma lua linda… Crescente!
Que cresça junto a ela, aquilo que falta desabrochar!
Que seu brilho alcance corações esperançosos assim como o meu, que por tantas noites viveram tempestades, mas que em seguida retomam seu brilho e toda a esperança de um amanha cheio de luz e alegria.
Sentada diante da lua, vejo teus olhos, vontade de beijá-los… Desejo de merecer teu amor.
Não deveria ser assim!
Covardia da vida aparecer com alguém tão deslumbrante, sonhado, e este pertencer um coração cicatrizado por magoas e perdas.
Castigo do tempo que te fez percorrer tantas mãos que não souberam como te tocar!
Destino de Deus, este sim tudo acerta, pois todas essas magoas passadas precisavam existir, para nos fazer fortes e preparados para a chegada do grande amor.
Imenso, infinito, amor!
“Todo o que houver nessa vida”
D.S.L

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Uma consideração sobre “Palco de trovões e relampagos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s