Quando tudo o que quero é um final feliz

Obs: Escrito a muito tempo…

Ao contrario do que possa parecer eu não me sinto leve, não é fácil estar no meu lugar, na minha situação, não é nada fácil!
Por mais que quisesse lutar contra, no fundo esperava que desta vez talvez, quem sabe, poderia enfim acontecer, mesmo que todas as evidencias mostrassem o contrario, mesmo que todos pedissem para que me prevenisse, eu tenho esperança nas pessoas, e sei que com carinho, cuidado e atenção elas podem mudar, ou melhorarem, ou compreenderem a vida de uma outra maneira, não a minha maneira, mas da maneira delas próprias e assim se sentirem mais felizes, mais completas, talvez encontrando o que elas buscam, já que cada um busca algo.
O teu jeito leve de ver as coisas, as tuas risadas fáceis, o teu sarcasmo, e até os teus abraços curtos, e teus olhos medrosos, seus beijos sem destino, começavam a me cativar, sim, eles estavam a me dizer alguma coisa, talvez algo que você nem seja capaz de entender, no pouco eu sentia com esperança que poderia se tornar muito.
Não é fácil estar aqui sentada, mais uma vez, me despedindo, não é fácil estar aqui mais uma vez escrevendo palavras que provém de uma esperança manchada, e de um coração que tantas vezes viu suas portas se abrirem e na mesma rapidez se fecharem.
Não é fácil saber que mais uma vez eu fui teimosa e remei contra a maré, no teu caso contra a tua essência.
A culpa não é sua, talvez eu seja frágil demais, talvez nasça desta fragilidade aparente o medo que as pessoas sentem em me “contar”, ou dizer certas situações, eu sempre tentei te compreender, e por absurdo que fosse a historia eu tentava enxergar verdade nas tuas palavras, eu lhe dei um voto de confiança, e agora eu me pergunto quantas coisas você deixou de me dizer com medo da minha fragilidade, ou sei lá que nome possa dar a esse medo que todos sentem.
Era mais simples do que você imaginava, mas você não estava com disposição suficiente, sei que estava se empenhando em ser aquilo que todo mundo espera, alguém meio que “normal”, com outro alguém meio que “normal”, pra fazerem coisas meio que “normais” juntas, mas sejamos sinceros, não é dessa normalidade que você precisa, não neste momento. Não é de toda essa paz, e do meu abraço acolhedor, e dos beijos cheios de carinho, e do meu olhar a tentar penetrar no seu, não é disso que você precisa, não nesse momento.Eu posso estar enganada, mas agora você precisa se encontrar, precisa saber quem é, pra depois saber o que querer.
Eu sinto muito, por mim, e por você, e por todas as noites que não vão mais acontecer, e por todas as tardes que vão desaparecer dos meus sonhos, e pelos bobos poemas que eu nem cheguei a rabiscar, eu sinto muito por estar aqui, tendo que lhe escrever tudo isso, com tanta tristeza, uma tristeza que não vem só dessa historia, trata-se de algo acumulado, de um passado cheio de erros, repleto de historias que terminam sempre assim, tristes, quando tudo o que quero é um final feliz.
Eu não estou chateada com você, nem magoada, nem ferida, trata-se de algo que não tem nome.
Eu vou sentir saudades!
E é como já lhe disse infinitas vezes… Estarei aqui sempre que você precisar, não como namorada, ou “ficante”, paixão, ou amor, estarei aqui como amiga, pode contar comigo sempre.
Tem uma frase que diz que: “às vezes quando a gente perde, a gente ganha”, espero ganhar tua amizade sincera.
E assim como eu, que não perderei a esperança de encontrar o que procuro, mesmo não sabendo onde esta, eu lhe peço que não perca a esperança de se encontrar, e ser feliz!
Pode soar ingênuo mas é isso que nos faz forte e que jamais nos deixa desistir, mesmo em meio a tempestades.
Em algum momento o vento soprara tudo pra longe, e assim como uma janela que se abre, tudo o que se busca estará ao alcance das nossas mãos.
Acredite em Deus acima de todas as coisas, tenha encontros com ele, mesmo que pareça loucura, mesmo que aparentemente ele pareça estar em silencio, ele lhe diz alguma coisa todos os dias. Pare pra ouvir!

D.S.L

 

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

2 comentários em “Quando tudo o que quero é um final feliz”

  1. “Às vezes quando se perde, se ganha”, ouvi esta frase no filme, amor além da vida, e sempre percebi uma profundidade extema nela, que vc acabou definindo muito bem…
    Às vezes, se perde um amor e se ganha uma amigo, as vezes se perde perde esperanças mais ganha-se força… e assim vai.E quando tudo o que se quer é um final feliz, basta apenas que arregacemos as mangas e seguimos em frente!!!
    Completo com uma frasezinha que diz mais ou menos assim, se algo não está bem é porque ainda não terminou…Bjo,”Veríssima”!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s