“E alguém igual não há de ter”. *

Pessoas boas desejam pessoas boas.

Não saberia contar quantas vezes olhei para céu, ou quantas vezes antes de adormecer solicitei em oração que Ele colocasse com suas próprias mãos em meu caminho, alguém de bem, que chegasse sem nada, ou melhor, que chegasse sentindo a mesma fé, carregando nos olhos: otimismo e esperança mesmo que um tanto quanto apagadas pela vida, que chegasse sem obstáculos, sem barreiras, pois meus pés estão calejados e cansados, machucados de pisar espinhos, sei que não fácil, mas Ele pode facilitar e muito a tudo, portanto não custa pedir.

Tantas foram às vezes que clamei por alguém que acreditasse que dias melhores estavam guardados no amanha, ou quem sabe no próprio hoje, alguém que chegasse por acaso, sem anuncio, e que fosse ficando assim também do nada, e que ficasse cada vez mais, e mais ao ponto de já não saber e não querer ir embora.

Desejo alguém que queira ficar.

Que não faça questão do mundo lá fora.

Que se importe, que saiba cuidar e ser cuidado, de sorriso fácil, largo,um tanto bobo, coração puro, e uma elegância na vida incomum nesses tempos de tamanha ignorância.

Desejo alguém que queira ficar, e lute, caso alguma coisa o queira fazer ir embora.

Raramente podemos ser. Ser é sinônimo de critica, mas quero ser eu mesma, sem temer, e quando o mundo lá fora me assustar quero ter um abraço capaz de guardar tudo o que é de bem, um abraço que me faça parar de tremer, não me deixando esquecer o quão o nosso mundo é bem mais bonito.

Quero alguém capaz de sentir, de se encantar, que esteja ao meu lado: na paz, na guerra, nas tempestades dentro mim. Que me saiba com os olhos, que me sinta a quilômetros de distancia, que interprete meus sonhos e viaje sem medo para dentro da minha alma.

Quero alguém de conversa simples, imaginação fértil, capaz de sobrevoar o mundo junto com minhas idéias malucas, que ria de todas as minhas bobagens, que perdoe as minhas malandragens e noites boemias, ou melhor, que esteja a meu lado nessas noites, que se cale e se derrame de amor diante das minhas palavras.

Que não se importe com meu estilo, com meus sapatos, com minhas unhas pequenas, com meus cachos amarrados, com minha visão através de vidros, com minha cara sempre lavada, minha transparência que chega a ser descarada, meus silêncios e espaços que só cabem dentro de mim.

Que conheça a mim, e mesmo assim delire de encanto.

Alguém que mime meu ego, que seja de verdade, que seja assim como você, que tenha cada pedacinho seu, cada parte sua que tanto aprendi a gostar, mas que saiba, queira e possa amar-me por inteira.

D.S.L

*titulo em menção da musica No Recreio (Nando Reis)

Anúncios

Autor: ela...

Elaine. Ela. Helena. 17. Setembro. Há alguns anos atrás. Ascendente em peixes. Brasil. Santista de nascimento. Baiana de descendência. Mineira de coração e endereço. Muitas e de muitos tamanhos. Letras, palavras, frases. Nossa Senhora Aparecida. Família. Música. Sol. Brisa. Luar. Prefiro mar. Branco. Tenho uma irmã mais nova. Minha maior paixão tem mais de 100 anos. Abraço. Meu pensamento é hiperativo. Tenho os melhores amigos. Cometo ao menos um erro todos os dias. Converso com Deus. Já mudei de emprego três vezes, já mudei de vida outras varias. Por do sol. Não faço nada sem dois ingredientes: paixão e entusiasmo. Primavera. Beijo. Horizonte. Esperança. Cinema, quadros, composições. Já machuquei quem não merecia. Olhar. Exagerada e sensível. Carente. Bagunceira. Transparente. Meu primeiro livro publicado e grande orgulho: Quando Florescem as Orquídeas. Tenho um blog e uma coluna semanal em um jornal do interior. No mais sou abençoada. Sei dizer apenas que tudo passa!E que eu sou bem feliz! D.S.L

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s